Melhoria Continua E Processo De Neg

Em 2008, a maioria das companhias manteve o foco em processos, buscando entender e melhorar o processo principal da organização. Só uma minoria foi madura o bastante para empreender um trabalho sério de ajustes e nivelamento. Projetos para arquiteturas de processo, desempenho, melhoria continua e implementação de um workflow administrativo central, se agrupam para organizar e priorizar o trabalho com processo. Os processos são freqüentemente considerados irrelevantes e são postos na fila de espera quando os tempos econômicos são duros. Porém conhecimento e controle são aliados da organização na hora de superar crises e dificuldades, pois o planejamento está apoiado na cultura e no funcionamento da organização. Assim, os investimentos bloqueados em 2008 devem ser ativados para que as eventuais dificuldades de 2009 sejam superadas.

O ano de 2009 poderá apresentar inúmeras barreiras para as organizações e uma das saídas que estão sendo apresentadas são as fusos e incorporações, demandando uma diversidade de projetos de outsourcing. Por exemplo, muitos bancos estão agora comprometidos em fusões e incorporações. Em cada caso os bancos incorporados ou associados, devem entender como fundir e redesenhar seus os processos. Poderá haver demissões com as incorporações, mas também necessitará de novos processos e uma nova TI, além do investimento em treinamento e nos esforços para implementar as mudanças efetivamente exigidas. A maioria desses esforços será realizada no nível de processo, mas algumas das organizações envolvidas terão que trabalhar ao nível de empreendimento para criar novas arquiteturas para prover um framework da consolidação.

Esperamos que a maioria dos trabalhos, nos próximos seis meses, aconteça ao nível de processos. As companhias necessitam economizar. Eles buscarão formas de reduzir custos e aumentar a eficiência, minimizando o impacto, onde for possível, do trabalho em excesso (“gordura”). Esta será uma oportunidade para algumas companhias criarem novos trabalhos que combinam tarefas e autorizando os colaboradores a oferecer aos clientes serviços mais exclusivos e inclusivos. Semelhantemente, as corporações buscarão formas de automatizar os processos existentes ou para atividades de outsource que podem ser executadas por fornecedores externos com custo operacional menos.

Apesar da crise econômica, os produtos para gestão de processos de negócios (BPM) parecem apresentar um crescimento robusto. O Gartner calcula que no 2008 o mercado foi de US$ 1. 26 bilhão, crescendo a US$ 5. 1 bilhões antes de 2011. Outros analistas também estão convergindo para o valor de US$ 5 bilhão a US$ 6 bilhão. Mais da metade das companhias que responderam a uma recente pesquisa do AIIM informou que eles implementaram o BPM e as restantes projetam essa implementação no futuro.

Assim, os vendedores de BPMS, mais novos serão duramente apertados, enquanto os vendedores bem estabelecidos como IBM, Oracle, Metastorm e Software AG ganharão parte do mercado. A expectativa de aquisições e os novos esforços em 2009, possibilitando a troca de ferramentas, auxiliará as companhias que já têm ferramentas de BPMS, para um uso mais extensivo e efetivo. Um ano no qual as organizações prestem mais atenção a melhorar o desempenho dos colaboradores, criando oportunidades para especialização na melhoria do desempenho humano e nas demais disciplinas relacionadas.

A melhoria de processos e de desempenho são fatores críticos de sucesso para qualquer organização, em tempos bons e ruins

Wlademir Pinto da Silva – Consultor – www. sofge. com. br

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. maio 15, 2010
  2. maio 15, 2010
  3. maio 15, 2010

    Melhoria Continua E Processo De Neg: Em 2008, a maioria das companhias manteve o foco em processos, buscando enten… https://bit.ly/aiJqvu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *