Crise, uma oportunidade



http://tvbrasil.ebc.com.br

O bom empreendedor precisa ser ousado, experiente ou saber aproveitar as oportunidades? Pequenos negócios são garantia de sucesso? Empreender em tempos de crise é recomendável? Que negócios estão aquecidos mesmo diante da crise?
Caminhos da Reportagem mostra como os brasileiros que ficaram desempregados buscam alternativas para driblar a crise econômica e manter as contas pagas.
Valdir Valença se adaptou às novas tecnologias e passou a trabalhar como motorista do aplicativo Uber. Para ele, ter garra e simpatia são características que fazem dele um bom empreendedor. Outra pessoa que usa a Internet para aumentar a clientela é Flávia Lopes, que oferece seus serviços de manicure por meio de um aplicativo de celular.

A manicure Flávia Lopes, que perdeu o emprego no salão de beleza, atende clientes que a acionam por um aplicativo.A manicure Flávia Lopes, que perdeu o emprego no salão de beleza, atende clientes que a acionam por um aplicativo.

As Olimpíadas podem revelar boas oportunidades de negócios para os mais criativos. No Rio de Janeiro, a Courrrieros Entregas Ecológicas une sustentabilidade a criatividade e, com isso, conquista parceiros interessados em usar bicicletas para fazer entregas. Já o empreendedor Gilson Fumaça aproveita o período do turismo em alta na cidade para oferecer vivências tipicamente brasileiras. Ele criou a Agência de Experiências, que dá aos turistas a chance de, por exemplo, aprender a fazer uma feijoada, jogar futebol ou fazer trilha na favela.

E para quem acha que a crise só tem aspectos negativos, dois negócios da Capital Federal provam que baixo investimento e economia compartilhada podem gerar ótimas oportunidades. A Camelo do Chopp vende cerveja artesanal em uma bicicleta adaptada e a Cria Brasília reúne 22 artistas que dividem o espaço, as despesas e muito lucro.

Resultados patrocinados para: Negócios

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *