Controladoria Fonte De Informa

Nas empresas muitas decisões são tomadas sem a devida consulta ou apoio da fonte de informações a Controladoria ou ao “Controller”, que detêm as mais importantes informações da empresa.

A missão da Controladoria dentre outras é zelar pela continuidade da empresa assegurando a otimização do resultado global.

É um órgão de Gestão Empresarial que irá garantir informações adequadas ao processo decisório corporativo colaborando com os gestores na busca da eficácia gerencial.

O profissional responsável pela Controladoria, o “Controller”, gerencia um eficiente sistema de informações para manter o Executivo Principal (CEO) ou os gestores principais, informados sobre os rumos que a empresa deve tomar, baseados em suas análises e sugestões.

Os requisitos necessários para o cargo de “Controller” são:

a-) Profundo conhecimento do ramo de atividade da empresa.

b-) Conhecimento da história, dos objetivos, das metas, da cultura, dos problemas  básicos, das oportunidades e estratégias da empresa.

c-) Conhecimento dos concorrentes, fornecedores e clientes com seus pontos fortes  e fracos.

d-) Habilidade para analisar dados contábeis e estatísticos, suficiente para propor  modelos, simulações e alternativas.

e-) Fluência oral e escrita, como também profundos conhecimentos dos princípios  contábeis e fiscais que afetam o resultado da empresa.

f-) Iniciativa, visão econômica, comunicação racional, visão de futuro, visão das oportunidades de mercado e de negócios, persistência, cooperação, imparcialidade, cooperação e consciência de suas próprias limitações.

Ainda hoje estas funções estão distribuídas entre o Gerente Administrativo,

Gerente Financeiro e o Contador; mas, muitas empresas com visão de futuro estão chegando à conclusão que estes dados transformados em informações para tomada de decisões têm que ser centralizados em uma só fonte, a Controladoria.

Com a crise mundial já instalada nas empresas brasileiras e associada á globalização, tende a exigir maiores controles e uma rígida eficácia dos principais departamentos da empresa, tais como; Comercial, Marketing, Produção e Finanças.

O “Controller” passa a ter uma função estratégia, sendo o “Estrategista Empresarial de Negócios”, alimentando os profissionais ou gestores da organização com análises, informações e sugestões.

O “Controller” deve também participar de todas as principais reuniões, projetos, eventos e lançamentos da empresa para que possa reunir dados e informações, conhecendo profundamente o negócio em todos os seus aspectos.

Uma ferramenta que a Controladoria utiliza para monitorar as operações e a lucratividade é o “Budget” ou Orçamento Empresarial Anual, também denominado Planejamento Orçamentário Anual e até mesmo de Orçamento Base Zero ou Base Histórica.

Para o Planejamento Orçamentário, o que não deveria faltar nas empresas, mesmo nas de pequeno porte, a Controladoria tem que buscar dados em todos os departamentos, iniciando-se com uma previsão de Vendas.

O “Budget” ou Planejamento Orçamentário é composto de 4 peças principais, I- Lucros e Perdas, II- Plano de Investimentos, III- Fluxo de Caixa e IV-) Projeção do Balanço.

I-) Lucros e Perdas ou DRE (Demonstrativo do Resultado do Exercício)

Em linhas gerais, sem entrar em detalhes de cada regime, no Simples Nacional o faturamento anual não poderá ultrapassar R$ 2. 400. 000,00 e os impostos unificados em um só documento de arrecadação DAS, calculados conforme tabela progressiva que vai de 4% a 17%, aproximadamente, sobre o faturamento; no Lucro Presumido, também sobre o faturamento, mas com todos os impostos e contribuições, tais como; PIS, COFINS, ICMS, IPI, ISS, Imposto de Renda e Contribuição Social, geralmente para as empresas com alto lucro; no Lucro Real, já o calculo do Imposto de Renda e Contribuição é sobre o Lucro Antes do Imposto de Renda, o que difere do Presumido, mas utilizado geralmente para as empresas que tem prejuízo ou lucro baixo.

Logicamente esta opção de um Regime para outro só poderá ser feito uma vez ao ano, em janeiro; mas se bem monitorado a empresa poderá ganhar ou deixar de pagar impostos desnecessariamente; irá ganhar mais pela escolha do Regime Tributário correto, do que até mesmo pela lucratividade normal dos produtos.

II-) Plano de Investimentos, fundamental, pois irão constar todos os investimentos em Máquinas, Equipamentos, Imóveis, Construções, Reformas, Ampliações, etc. , com um cronograma de datas e dos gastos por tipo de investimento; estes dados ser colocados no Fluxo de Caixa como saída de dinheiro.

III-) Fluxo de Caixa ou Cash Flow, peça também fundamental nas organizações, Está divido em:

Entradas de Recursos ou Recebimentos, como Duplicatas a Receber, Vendas a Vista, Juros Recebidos, Outras Entradas.

Saídas de Recursos ou Pagamentos, como, Fornecedores, Salários, Encargos, Impostos, outros pagamentos, etc.

Saldo Disponível de Recursos, que irá informar diariamente, semanalmente ou mensalmente, sua disponibilidade ou necessidade de dinheiro, antecipando uma busca de recursos em banco para cobrir o déficit de caixa.

IV-) Projeção do Balanço, nem todas as empresas fazem uma projeção de Balanço, principalmente as pequenas que se utilizam dos serviços de um Escritório de Contabilidade, usam somente um projeção de Lucros e Perdas ou DRE.

Depois de todo esse trabalho de busca de dados monta-se o Planejamento ou “Budget” e a Controladoria irá monitorar e comparar mês a mês o que foi previsto com o realizado para ter a certeza que o resultado final possa ser alcançado.

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. abril 12, 2010
  2. abril 12, 2010

    Controladoria Fonte De Informa: Nas empresas muitas decisões são tomadas sem a devida consulta ou apoio da fonte d… https://bit.ly/cXJCba

  3. abril 12, 2010

    Controladoria Fonte De Informa: Nas empresas muitas decisões são tomadas sem a devida consulta ou apoio da font.. https://bit.ly/dqWNEs

  4. abril 12, 2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *