Ah,esse Velho Portugal!. .

AH,ESTE VELHO PORTUGAL!. . . Portugal é um pais curioso; no seu modo de falar, nos seus costumes ancestrais, nas suas aldeias perdidas no tempo, nos vinhos de nomes esquisitos e, também, nas comidas.   Recebi de um bom amigo virtual,(morador de Brasília, portanto,sem muito o que fazer), uma lista de comidas típicas portuguesas, que devem ser deliciosas, mas, que fazem os brasileiros morrer de rir . Deviam ser proibidas por atentar contra a moral e os bons costumes, não só pelo nome, mas pelo sabor que, além de subversivo, contra o regime, logo nos faz engordar e cair no terrível pecado da gula, tão comum nos conventos.   Viajando para a Terrinha, experimente pedir uma dessas delícias: o garçon não vai debochar de você e nem chamar a polícia  . Isso é verdade e dou fé.   Vamos começar com os tira-gosto, no caso, a punheteira, uma maravilha feita de bacalhau desfiado, temperado com cebola, azeite e vinagre; fácil, barato e dizem que dá muito prazer; fácil de fazer, é um prato ideal para solteiros, viúvos e solitários. Satisfeitos? Vamos para a Entrada: Não entendo a razão, mas, a Sopa de Grelos (também chamada”) sopa que se agarra ás costas” é a preferida dos marmanjos. Meu marido adora! Tradicional na região da Beira-Litoral é feita de feijão e pão. Vamos ao prato principal: ”Arroz de Pica no Chão”; especialidade da região do Entre- Douro e Minho, extremo norte do país.   É um prato muito condimentado, feito de frango (frango,não pinto) e toucinho. Uma boa refeição portuguesa com certeza tem sempre pão e vinho sobre a mesa. Como as caralhotas que são pequenos pães típicos da região de Almeirim; agora,os cacetes são comuns em todo o país e até imigraram para o Brasil.   Bom, vamos falar dos vinhos.   Que tal começar com um “Monte das Abertas” da região do Alentejo ou um “Quinta da Pellada”, comum no Dão ou, quem sabe, uma Garrafa de Rapadas, coisa fina, lá no Ribatejo.   Agora uma bebida bem mais encorpada e masculina, pacas!, uma boa escolha é o “Tres Bagos”, do Douro,mas para um homem mais macho ainda temos o “Terras do Demo”, região de Beiras.   Como sobremesa, o “Espera Marido”, deliciosa.   Esta fiz muito usando açúcar, ovos frescos, leite e canela em pó;  já as “Fatias de Parida” todo mundo conhece, aqui chama-se “Rabanadas!, uma delícia do Natal. Para terminar tão lauta refeição temos o “Licor de Merda”, especialidade da região do Catanhede, que é feito à base de leite, baunilha, cacau, canela e frutas cítricas. Ainda não experimentei, mas dizem que é muito gostoso. Aliás, daqui, tenho certeza que só implicaria com a sopa de grelos,; meu paladar não toleraria.   Na Espanha, levei um susto; passeando por Barcelona fui até o Mare Magnum, apreciar, entre outras coisas, o magnífico aquário. Faminta, procurei uma lanchonete;e pela foto, vejam só o que achei. Não há dúvida,elas me perseguem. . . Agora,rápidas!?. . . .

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. abril 20, 2010
  2. abril 20, 2010
  3. abril 20, 2010

    Ah,esse Velho Portugal!. .: AH,ESTE VELHO PORTUGAL!. . . Portugal é um pais curioso; no seu modo de falar, nos se… https://bit.ly/9iLLvU

  4. abril 20, 2010

    Ah,esse Velho Portugal!. .: AH,ESTE VELHO PORTUGAL!. . . Portugal é um pais curioso; no seu modo de falar, nos .. https://bit.ly/96EC3y

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *