Idéias de marketing jurídico

Algumas ideias práticas e diretas de marketing jurídico:Pense em relacionamentos. Não pense no marketing diretamente. A ideia é pensar nas pessoas e nas pessoas que elas podem conhecer e interagir. Devemos conhecer e nos relacionarmos. Não apenas uma troca de cartões e ligações e bate papo. Mas, aprofundar as relações, conhecer as pessoas, descobrir o que interessa nelas.

O segredo não é se relacionar por se relacionar. O segredo é se interessar por elas. Agir por elas. Comunique-se sempre. De nada adianta mandar um email, estabelecer um contato e depois de algum tempo sequer conversar com as pessoas. Sei, é impossível conversar com todos ao mesmo tempo. Contudo, procure sempre ter tempo de se relacionar. Seja com pessoas conhecidas, seja com pessoas novas.

Seja uma ponte. Isto mesmo, uma ponte, aquela pessoa que conecta dois lugares antes separados. Nem sempre as pessoas que conhecemos podem servir para negócios para nós. Contudo, podem servir para outras.

Guarde os cartões, indique as pessoas, gere negócios. Ao gerar negócios e aproximar pessoas você estará desenvolvendo mais do que simples relacionamentos, estará fazendo da sua atitude um verdadeiro marketing pessoal e profissional. Não se faz relacionamentos. Se vive relacionamentos. Não se procura pessoas. Se conhece pessoas. Não se busca mercado.

Ele surge, justamente porque você vivencia ele. Os negócios são mais do que conhecer e relacionar. São uma possibilidade de existir em co-união com outras pessoas, em verdadeira simbiose de vida. Pense nisto. Algumas ideias práticas e diretas de marketing jurídico:Pense em relacionamentos. Não pense no marketing diretamente.

A ideia é pensar nas pessoas e nas pessoas que elas podem conhecer e interagir. Devemos conhecer e nos relacionarmos. Não apenas uma troca de cartões e ligações e bate papo. Mas, aprofundar as relações, conhecer as pessoas, descobrir o que interessa nelas. O segredo não é se relacionar por se relacionar. O segredo é se interessar por elas. Agir por elas. Comunique-se sempre.

De nada adianta mandar um email, estabelecer um contato e depois de algum tempo sequer conversar com as pessoas. Sei, é impossível conversar com todos ao mesmo tempo. Contudo, procure sempre ter tempo de se relacionar. Seja com pessoas conhecidas, seja com pessoas novas. Seja uma ponte. Isto mesmo, uma ponte, aquela pessoa que conecta dois lugares antes separados.

Nem sempre as pessoas que conhecemos podem servir para negócios para nós. Contudo, podem servir para outras. Guarde os cartões, indique as pessoas, gere negócios. Ao gerar negócios e aproximar pessoas você estará desenvolvendo mais do que simples relacionamentos, estará fazendo da sua atitude um verdadeiro marketing pessoal e profissional.

Não se faz relacionamentos. Se vive relacionamentos. Não se procura pessoas. Se conhece pessoas. Não se busca mercado. Ele surge, justamente porque você vivencia ele. Os negócios são mais do que conhecer e relacionar. São uma possibilidade de existir em co-união com outras pessoas, em verdadeira simbiose de vida. Pense nisto.

Autor Gustavo Rocha –  Consultor nas áreas de gestao, tecnologia e qualidade.

Fonte http://www.artigonal.com

Resultados patrocinados para: Negócios

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. agosto 20, 2010
  2. agosto 20, 2010
  3. agosto 20, 2010

    Ideias De Marketing Jur: Algumas ideias práticas e diretas de marketing jurídico:Pense em relacionamentos. Não pen… http://bit.ly/90YwRV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *